Como a flexibilidade na comunicação contribui para o sucesso nos negócios

Nos últimos anos, o local de trabalho mudou para um novo mundo. O jeito como trabalhamos passou por uma rápida metamorfose, com comunicações flexíveis no centro das atenções. 

 

Mais empresas estão mudando para modelos de trabalho remotos e híbridos. Em uma mudança acentuada em relação aos anos anteriores, pesquisas sugerem que a maior parte dos funcionários gostariam de trabalhar remotamente pelo menos parte do tempo. 

 

Com esses novos modelos de trabalho entrando em ação, as ferramentas que antes nos serviam estão se esgotando. À medida que o cenário das comunicações continua a evoluir, as empresas ficam se perguntando “Como podemos navegar neste novo mundo?”

 

Se você deseja melhorar suas comunicações internas ou externas, substituir sua ferramenta atual ou adicionar uma nova, estamos aqui para ajudá-lo a superar seu dilema de comunicação. A ferramenta de comunicação certa, com total flexibilidade, pode ser sua vantagem competitiva e a chave para uma colaboração e produtividade mais fortes da equipe.

 

Planos de comunicação estratégica podem ser difíceis de montar. Eles não apenas precisam gerar conteúdo de qualidade que prenda a atenção do leitor, mas também devem refletir positivamente sobre sua empresa e se alinhar com seus objetivos de negócios mais amplos.

 

Como tal, os profissionais de comunicação dedicam muito tempo e esforço ao planejamento de seu conteúdo, muitas vezes trabalhando semanas ou meses antes de qualquer distribuição programada.

 

Mas no mundo atual de sobrecarga de informações, as coisas mudam rapidamente. Manter sua estratégia flexível é cada vez mais importante se você quiser se manter relevante e atender às demandas do seu público.

 

É claro que ter uma estratégia flexível não significa que você não precise de um plano. Essa premeditação e estrutura ainda são cruciais para criar uma base sólida e identificar os assuntos sobre os quais você deseja falar. Mas a maneira como você vai de A a Z deve ser aberta e adaptável. Isso permitirá que você acompanhe de perto o cenário da mídia e fique por dentro dos tópicos e tendências que estão acontecendo em tempo real.

 

Aqui, analisamos o valor da flexibilidade nas comunicações estratégicas e como você pode permanecer relevante para seu público, independentemente do que está acontecendo no mundo em geral. Continue lendo.

Modelo de trabalho híbrido faz parte de flexibilidade.

 

O marketing em tempo real

As audiências hoje são diversas, imprevisíveis e inconstantes em seus gostos.

Os tópicos quentes podem subir e descer. Pode ser quase impossível prever qual será a próxima tendência. 

 

Nesse ambiente, tudo se resume a permanecer relevante e explorar os tópicos sobre os quais seu público já está falando. Se você não for flexível, arrisca perder completamente o barco.

 

Seu comunicado de imprensa ou postagem de blog que estava perfeitamente alinhado com um assunto na semana passada pode ser totalmente irrelevante na manhã em que deve ser publicado.

 

O sucesso ou fracasso de um plano de conteúdo depende de quão disposto você está para adaptar sua estratégia à medida que o cenário da mídia muda ao seu redor. Porque, se o seu conteúdo não ressoar com seu público, ele falhará, não importa o quão apaixonado, inteligente ou bem escrito possa ser.

O dilema risco/recompensa

Permanecer relevante significa manter suas opções abertas e tornar seu plano adaptável. Seus horários também precisam ser fluidos. Um conteúdo pode ser retido se for provável que seja ignorado enquanto seu público está falando sobre outra coisa? Pode ser ajustado para incorporar novas informações? Você consegue aproveitar uma tendência atual criando novos conteúdos rapidamente que permitirão que você participe da conversa e envolva novos públicos?

 

Leia também: Contact Center e o cenário digital

 

Quanto mais sério ou abrangente o tópico, mais essa flexibilidade importa. Tópicos sensíveis que provocam opiniões fortes precisam ser tratados com delicadeza.

 

Para as marcas, há um dilema claro de risco/recompensa em escolher conectar seu conteúdo a tópicos controversos enquanto a opinião pública está esquentando.

Antes de ‘apertar o botão’ em seu conteúdo, você precisa estar realmente confiante de que está atingindo o tom certo.

Os benefícios de ser orientado a dados

Os dados nos permitem tomar decisões com base em fatos, e não em sentimentos, o que é um fator crucial para entender como sua mensagem ressoa com seu público.

 

Mais e mais empresas estão usando dados para se manterem relevantes, aumentando o número de parâmetros que medem para se aprofundar no que seus clientes realmente desejam.

 

As ferramentas de relações públicas atuais, como redações e plataformas de distribuição de conteúdo, podem fornecer informações valiosas sobre o desempenho do seu conteúdo em vários canais. Você obtém uma melhor compreensão do que seus diferentes públicos gostam e não gostam, o que ajuda a identificar o que você deve fazer mais, o que você deve fazer menos e, crucialmente, o que você deve parar de fazer completamente.

 

Os dados ajudarão você a variar seus canais de distribuição. O que não funcionou para um segmento de público pode ser perfeito para outro. Se o seu plano for flexível, os dados podem fornecer os insights necessários para fazer valer cada parte do conteúdo.

 

Mas não basta apenas ouvir os dados. Você tem que agir sobre isso. Mesmo que isso signifique tomar decisões difíceis sobre o conteúdo no qual você passou muito tempo trabalhando.

O conteúdo certo na hora certa

Muito disso se trata de encontrar o equilíbrio certo entre planejamento cuidadoso e espontaneidade.

 

Uma estratégia de comunicação moderna consiste em incorporar flexibilidade ao seu plano. Isso pode soar como um paradoxo, mas, na verdade, é perfeitamente possível. Se você puder ler o cenário e não tiver medo de tomar decisões rápidas que manterão seu conteúdo relevante e compatível, isso lhe dará resultados muito melhores do que seguir uma estratégia rígida.

 

“Planejar para ser flexível” é uma frase que pode ter sido popular anteriormente em comunicações de crise e trabalho de contingência, mas agora deve se aplicar a todas as formas de conteúdo.

 

Ficar na ponta dos pés e ter uma mentalidade ágil tornará muito mais fácil alcançar essa flexibilidade. Mesmo que seu plano original tenha levado meses para ser concebido, um pouco de criatividade e vontade de mudar de rumo a qualquer momento lhe dará uma estratégia dinâmica que pode enfrentar as demandas do público de hoje e também de amanhã.

 

Quer saber mais dicas sobre como manter uma boa comunicação para seu cliente e consequentemente aumentar a lucratividade da sua empresa? Acompanhe o nosso blog e saiba mais!

 

Saiba mais: Diálogo aberto: Trabalho de valorização do operador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Confira outros posts do blog
que podem te interessar...

Este website usa cookies para garantir uma experiência melhor e personalizada.
Você navegando no site, assume que está consciente de nossa política de privacidade.